29 de dezembro de 2013

Resenha do Livro: Cidade dos Ossos de Cassandra Clare


  Clary Fray , 15 anos, decide passar a noite em uma boate da moda em Nova York, e o maior de seus problemas provavelmente seria lidar com o truculento segurança da porta. Certo? Errado. Clary testemunha um crime, e não um crime qualquer: um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por enigmáticas tatuagens, brandindo armas esquisitas. Para completar, o corpo da vítima desaparece no ar.
  Clary quer ligar para a polícia; quer gritar; quer chamar seu amigo, Simon, que ficou na boate enquanto ela teve a infeliz ideia de perseguir o menino bonitinho de cabelo azul... Mas como explicar a eles que ninguém mais na rua enxerga os assassinos, apenas ela? Como provar que houve um crime se não há rastro algum de sangue do garoto morto - aliás, era mesmo um menino?
  Mas ela nem tem tempo de tomar um decisão; logo os assassinos se apresentam para  a estranha mundana que não deveria vê-los, mas vê. Jace, Alec e Isabelle são Caçadores de Sombras, guerreiros cuja missão é proteger o mundo que conhecemos de demônios e outra criaturas. Vampiros que saem da linha, lobisomens descontrolados, monstros cheios de veneno? É por aí mesmo. E depois desse primeiro contato com o Mundo de Sombras, e com Jace - um Caçador que tem a aparência de um anjo, mas a língua tão afiada quanto Lúcifer -, a vida de Clary nunca mais será a mesma. Mesmo.

Opinião! Há spoilers.

Este foi um livro que me impressionou do começo ao fim. Posso dizer que eu tinha um pé atrás com esse livro, pensava que seria mais uma história de coisas de outro mundo e que seria igual à Crepúsculo! Pois é, como eu estava enganada. Cassandra Clare consegue dividir o mundo real com um fictício muito bem, que as vezes me pego pensando se realmente existe esse lugar incrível que Cassandra declara e idealiza para nós.

Um livro com emoções e surpresas a cada capítulo, não houve nenhum capítulo que me via entediada, simplesmente não há! A escrita é incrível, fácil de ser interpretada e tudo bem detalhado, cada personagem, cada lugar, cada mínima coisa era tudo explicado e fácil de ser entendido, era só se entregar e logo logo se via num mundo que Cassandra criou e que queria ter participado hahaha

Gostei bastante dos personagens, só que Jace foi conquistando meu coração com aquele jeito marrento de ser e que lá no fundo, há uma dor horrível, pela perda que sofreu e tenta  ameniza-la de um jeito próprio, fala a verdade, doa o que doer, e age por impulso, muitas das vezes.

Já Simon eu não gostei muito. Acho que Cassandra criou esse personagem, medroso, apaixonado e bobo justamente para ter uma "disputa" entre o público, pelo qual par seria perfeito e mostrar que existe vários jeitos de amar, o jeito de Jace, Simom, Alec, enfim! Mas minha personagem favorita é a Clary.

Já li algumas resenhas em que diz que Clary é muito boba, mas eu não consigo entender o porque, depois de tudo que enfrentou eu realmente não acho ela frágil, afinal é apenas uma menina de 15 anos que antes seu mundo era totalmente diferente do que ela está vivendo agora com demônios, lobisomens e Caçadores de Sombras. Seria difícil eu me adaptar com isso, e até que com ela foi diferente, ela se viu envolvida menos de 24 horas.

A capa do livro foi o que me chamou muita atenção, é brilhosa gente! Tem noção? É muito lindo *-----* Apaixonada! As letras não são tão grandes, nem pequenas, tudo normal, os capítulo também, não são grandes nem pequenos, são razoáveis, margem também, enfim, um livro perfeito e que recomendo muito muito muito!

Já comecei a ler o segundo volume da série, e estou ainda mais apaixonada!


Beijooooooooooooos pessoas lindas! Fiquem com Deus. Caroline Argon


2 comentários:

  1. Amei seu post e livro parece ser bom,estou lendo Sereia.

    http://refletindomake.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Nunca li esse livro Sereia não haha
      Beijos

      Excluir